para-ref@hotmail.com

LUZ

Disciplina,fé, perseverança,humildade,compaixão e fraternidade
Em exercício são degraus necessário,
E o esforço íntimo de renovação uma contante
Para aqueles que buscam a união com a Divina luz do amor

23 de jan de 2012

Diferente não é quem pretenda ser. Esse é um imitador do que ainda não
foi imitado, nunca um ser diferente.

Diferente é quem foi dotado de alguns mais e de alguns menos em hora,
momento e lugar errados para os outros. Que riem de inveja de não serem
assim. E de medo de não agüentar, caso um dia venham, a ser. O diferente é
um ser sempre mais próximo da perfeição.

O diferente nunca é um chato. Mas é sempre confundido por pessoas menos
sensíveis e avisadas. Supondo encontrar um chato onde está um diferente,
talentos são rechaçados; vitórias, adiadas; esperanças, mortas. Um diferente
medroso, este sim, acaba transformando-se num chato. Chato é um diferente
que não vingou.

Os diferentes muito inteligentes percebem porque os outros não os
entendem. Os diferentes raivosos acabam tendo razão sozinhos, contra o mundo
inteiro. Diferente que se preza entende o porque de quem o agride. Se o
diferente se mediocrizar, mergulhará no complexo de inferioridade.

O diferente paga sempre o preço de estar - mesmo sem querer - alterando
algo, ameaçando rebanhos, carneiros e pastores. O diferente suporta e digere
a ira do irremediavelmente igual: a inveja do comum; o ódio do mediano. O
verdadeiro diferente sabe que nunca tem razão, mas que está sempre certo.

O diferente começa a sofrer cedo, já no primário, onde os demais de mãos
dadas, e até mesmo alguns adultos por omissão, se unem para transformar o
que é peculiaridade e potencial em aleijão e caricatura. O que é percepção
aguçada em : "Puxa, fulano, como você é complicado". O que é o embrião de um
estilo próprio em : "Você não está vendo como todo mundo faz? "

O diferente carrega desde cedo apelidos e marcações os quais acaba
incorporando. Só os diferentes mais fortes do que o mundo se transformaram
( e se transformam) nos seus grandes modificadores.

Diferente é o que vê mais longe do que o consenso. O que sente antes mesmo
dos demais começarem a perceber. Diferente é o que se emociona enquanto
todos em torno agridem e gargalham. É o que engorda mais um pouco; chora
onde outros xingam; estuda onde outros burram. Quer onde outros cansam.
Espera de onde já não vem. Sonha entre realistas. Concretiza entre
sonhadores. Fala de leite em reunião de bêbados. Cria onde o hábito
rotiniza. Sofre onde os outros ganham.

Diferente é o que fica doendo onde a alegria impera. Aceita empregos que
ninguém supõe. Perde horas em coisas que só ele sabe importantes. Engorda
onde não deve. Diz sempre na hora de calar. Cala nas horas erradas. Não
desiste de lutar pela harmonia. Fala de amor no meio da guerra. Deixa o
adversário fazer o gol, porque gosta mais de jogar do que de ganhar. Ele
aprendeu a superar riso, deboche, escárnio, e consciência dolorosa de que a
média é má porque é igual.

Os diferentes aí estão: enfermos, paralíticos, machucados, engordados,
magros demais, inteligentes em excesso, bons demais para aquele cargo,
excepcionais, narigudos, barrigudos, joelhudos, de pé grande, de roupas
erradas, cheios de espinhas, de mumunha, de malícia ou de baba. Aí estão,
doendo e doendo, mas procurando ser, conseguindo ser, sendo muito mais.

A alma dos diferentes é feita de uma luz além. Sua estrela tem moradas
deslumbrantes que eles guardam para os pouco capazes de os sentir entender.
Nessas moradas estão tesouros da ternura humana. De que só os diferentes são
capazes.
Não mexa com o amor de um diferente. A menos que você seja
suficientemente forte para suporta-lo depois."



Artur da Távola

AFINIDADE 
A afinidade não é o mais brilhante, mas o mais sutil,
delicado e penetrante dos sentimentos. 
O mais independente. 

Não importa o tempo, a ausência, os adiamentos,
as distâncias, as impossibilidades.
Quando há afinidade, qualquer reencontro retoma a relação,
o diálogo, a conversa, o afeto, no exato ponto em que foi interrompido.
Afinidade é não haver tempo mediando a vida. 

É uma vitória do adivinhado sobre o real.
Do subjetivo sobre o objetivo.
Do permanente sobre o passageiro.
Do básico sobre o superficial.
Ter afinidade é muito raro. 

Mas quando existe não precisa de códigos verbais para se manifestar.
Existia antes do conhecimento, irradia durante e permanece depois
que as pessoas deixaram de estar juntas.
O que você tem dificuldade de expressar a um não afim, sai simples
e claro diante de alguém com quem você tem afinidade. 

Afinidade é ficar longe pensando parecido a respeito dos mesmos
fatos que impressionam, comovem ou mobilizam.
É ficar conversando sem trocar palavra.
É receber o que vem do outro com aceitação anterior ao entendimento. 

Afinidade é sentir com.
Nem sentir contra, nem sentir para, nem sentir por, nem sentir pelo.
Quanta gente ama loucamente, mas sente contra o ser amado.
Quantos amam e sentem para o ser amado, não para eles próprios. 

Sentir com é não ter necessidade de explicar o que está sentindo.
É olhar e perceber.
É mais calar do que falar.
Ou quando é falar, jamais explicar, apenas afirmar. 

Afinidade é jamais sentir por.
Quem sente por, confunde afinidade com masoquismo.
Mas quem sente com, avalia sem se contaminar.
Compreende sem ocupar o lugar do outro.
Aceita para poder questionar.
Quem não tem afinidade, questiona por não aceitar. 

Só entra em relação rica e saudável com o outro,
quem aceita para poder questionar.
Não sei se sou claro: quem aceita para poder questionar,
não nega ao outro a possibilidade de ser o que é, como é, da maneira que é.
E, aceitando-o, aí sim, pode questionar, até duramente, se for o caso.
Isso é afinidade.
Mas o habitual é vermos alguém questionar porque não aceita
o outro como ele é. Por isso, aliás, questiona.
Questionamento de afins, eis a (in)fluência.
Questionamento de não afins, eis a guerra. 

A afinidade não precisa do amor. Pode existir com ou sem ele.
Independente dele. A quilômetros de distância.
Na maneira de falar, de escrever, de andar, de respirar.
Há afinidade por pessoas a quem apenas vemos passar,
por vizinhos com quem nunca falamos e de quem nada sabemos.
Há afinidade com pessoas de outros continentes a quem nunca vemos,
veremos ou falaremos. 

Quem pode afirmar que, durante o sono, fluidos nossos não saem
para buscar sintomas com pessoas distantes,
com amigos a quem não vemos, com amores latentes,
com irmãos do não vivido? 

A afinidade é singular, discreta e independente,
porque não precisa do tempo para existir.
Vinte anos sem ver aquela pessoa com quem se estabeleceu
o vínculo da afinidade!
No dia em que a vir de novo, você vai prosseguir a relação
exatamente do ponto em que parou.
Afinidade é a adivinhação de essências não conhecidas
nem pelas pessoas que as tem. 

Por prescindir do tempo e ser a ele superior,
a afinidade vence a morte, porque cada um de nós traz afinidades
ancestrais com a experiência da espécie no inconsciente.
Ela se prolonga nas células dos que nascem de nós,
para encontrar sintonias futuras nas quais estaremos presentes. 
Sensível é a afinidade.
É exigente, apenas de que as pessoas evoluam parecido.
Que a erosão, amadurecimento ou aperfeiçoamento sejam do mesmo grau,
porque o que define a afinidade é a sua existência também depois. 

Aquele ou aquela de quem você foi tão amigo ou amado, e anos depois
encontra com saudade ou alegria, mas percebe que não vai conseguir
restituir o clima afetivo de antes,
é alguém com quem a afinidade foi temporária.
E afinidade real não é temporária. É supratemporal.
Nada mais doloroso que contemplar afinidade morta,
ou a ilusão de que as vivências daquela época eram afinidade.
A pessoa mudou, transformou-se por outros meios.
A vida passou por ela e fez tempestades, chuvas,
plantios de resultado diverso. 

Afinidade é ter perdas semelhantes e iguais esperanças,
é conversar no silêncio, tanto das possibilidades exercidas,
quantos das impossibilidades vividas. 

Afinidade é retomar a relação do ponto em que parou,
sem lamentar o tempo da separação.
Porque tempo e separação nunca existiram.
Foram apenas a oportunidade dada (tirada) pela vida,
para que a maturação comum pudesse se dar.
E para que cada pessoa pudesse e possa ser, cada vez mais,
a expressão do outro sob a forma ampliada e
refletida do eu individual aprimorado.



Artur da Távola

Gosto de gente com a cabeça no lugar, de conteúdo interno, 
idealismo nos olhos e dois pés no chão da realidade. 

Gosto de gente que ri, chora, se emociona com um simples e-mail, 

um telefonema, uma canção suave, um bom filme, um bom livro, 
um gesto de carinho, um abraço, um afago. 

Gente que ama e curte saudade, gosta de amigos, 

cultiva flores, ama os animais. 
Admira paisagens, poeira e chuva. 

Gente que tem tempo para sorrir bondade, semear perdão, 

repartir ternuras, compartilhar vivências e dar espaço para as emoções dentro de si, emoções que fluem naturalmente de dentro de seu ser! 

Gente que gosta de fazer as coisas que gosta, 

sem fugir de compromissos difíceis e inadiáveis, 
por mais desgastantes que sejam. 

Gente que colhe, orienta, se entende, aconselha, 

busca a verdade e quer sempre aprender, mesmo que seja de uma criança, 
de um pobre, de um analfabeto. 

Gente de coração desarmado, 
em ódio e preconceitos baratos. 
Com muito AMOR dentro de si. 

Gente que erra e reconhece, cai e se levanta, 
apanha e assimila os golpes,

tirando lições dos erros e fazendo redentoras suas lágrimas e sofrimentos. 

Gosto muito de gente assim como VOCÊ 
e desconfio que é deste tipo de gente que DEUS também gosta!



Artur da Távola
TESOURO INTERIOR

Nascemos com um grande tesouro, tão vasto, tão grandioso que é inesgotável.
Mas vivemos em grande pobreza porque nunca cavamos até o fundo de nosso ser.
Procuramos em outros lugares...

Este é o detalhe mais importante no homem: ele procura em todos os lugares -
está disposto a ir à lua - mas não está pronto para entrar em si mesmo.
No momento em que diz "Explore seu interior", as palavras não são ouvidas.
Mas é lá dentro que está o tesouro.

E vivemos carregando o nosso tesouro de um lado pro outro, porém continuamos como mendigos.
Procure perceber que sua realidade está em seu interior, mas você a procura fora.
A primeira exploração deve ser feita internamente.
Se você não a encontrar lá, é claro que poderá explorar o mundo todo.
Mas isso nunca acontece...
Aqueles que procuram dentro sempre acabam encontrando.

**Osho**
Os sonhos regam a existência com sentido...
Os sonhos trazem saúde para a emoção, 
equipam o frágil para ser autor da sua história,
renovam as forças do ansioso, animam os deprimidos, 
transformam os inseguros em seres humanos de raro valor. 
Os sonhos fazem os tímidos terem golpes de ousadia 
e os derrotados serem construtores de oportunidades.

Nunca desista dos seus sonhos!

**Augusto Cury**
O DESTINO É SER FELIZ!!!


"Não importa quem lhe feriu.
o importante é que você sarou.
Não importa o que lhe faltou.
ainda há muito para ser conquistado.
Não se espante com as pessoas.
cada uma carrega dentro de si
dores marcas que alteram o humor.
Ora estamos felizes e transbordamos de alegria e paz...
ora estamos tristes e o melhor é acreditar
que seu último passo é sempre seu melhor momento,
O mundo está cheio de oportunidades.
As portas se abrem para os que não
têm medo de enfrentar a vida.
Para os que caem, mas se levantam
com o brilho da vitória nos olhos.
O seu destino é VENCER.
O seu destino é SER FELIZ!
  Só Deus tem em suas mãos
           o meu presente.

       E guarda para mim o meu futuro,
         só Ele faz o meu amanhecer
             tranquilo e seguro.

             **Vera Queiroz**
A PROCURA

Andei pelos caminhos da Vida,
Caminhei pelas ruas do Destino -
procurando meu signo.


Bati na porta da Fortuna,
mandou dizer que não estava.

Bati na porta da Fama,
falou que não podia atender.

Procurei a casa da Felicidade,
a vizinha da frente me informou
que ela tinha se mudado
sem deixar novo endereço.

Procurei a morada da Fortaleza.
Ela me fez entrar: deu-me veste nova,
fez-me beber de seu vinho.
Acertei o meu caminho.

**Cora Coralina**
"Se você procura solução adequada ao seu problema, 
não olvide o grande remédio do Trabalho, doador de infinitos recursos, 
em favor do progresso do Homem e da Humanidade.
Seu cérebro vive cheio de perguntas?
Trabalhe e o serviço conferir-lhe-á respostas exatas.

Suas mãos permanecem paralisadas pelo desânimo?
Insista no trabalho e o movimento voltará.
Seus braços jazem fatigados?
Confie-se ao esforço novamente e a ação simbolizará para eles o lubrificante preciso.

Seu coração vive pesaroso e sem luz?
Procure agir no bem incessante e a alegria ser-lhe-á precioso salário.
Seus ideais encontraram sombra e gelo no grande caminho da vida?
Dê seu concurso às boas obras sem desfalecer e claridades novas brilharão no céu de seus pensamentos.

A parada que não significa descanso construtivo 

para recomeçar as atividades úteis é alguma coisa semelhante à morte.

Todos os males da retaguarda podem surpreender aquele que não avança. 

Mas se você acredita no poder do Trabalho, 
aceitando o serviço aos semelhantes, por norma de viver em paz, na obediência a Deus, 
o seu espírito terá penetrado realmente o verdadeiro caminho da salvação."

ANDRÉ LUIZ
Caminhos Retos
Tempo sem desperdício.
Trabalho sem desanimo.
Estudo sem cansaço.
Oração sem inércia.
Alimentação sem abuso.
Tranqüilidade sem preguiça.
Alegria sem desordem.
Distração sem vício.
Fé sem fanatismo.
Disciplina sem violência.
Firmeza sem arrogância.
Amor sem egoísmo.
Ajuda sem paga.
Realização sem jactância.
Perdão sem exigência.
Dificilmente libertar-nos-emos da ilusão que nos confunde a vida, se fugimos de palmilhar esses caminhos retos, rumo à Imortalidade Triunfante.

André Luiz 
Perdoa e Serve

A mágoa não te aborreça
Nem te conturbe a alma aflita,
A frase que seja dita
Destacando a sombra e o mal.
A Terra é uma grande escola
De beleza indefinida,
Mas, por vezes, tem na vida
A importância do hospital.

Quantos amigos encontras
De cabeça erguida à frente,
Sem mostrar a alma doente
Sob a forma juvenil,
Esse transporta consigo
As trevas de ódio violento,
Outro guarda o sofrimento
Que vem de amarguras mil.

Aquela mulher vistosa
De porte belo e perfeito
Exibe uma cruz no peito
Por adorno de eleição;
Mas, embora vive em festa,
Carrega junto a quem ama
Uma cruz de pedra e lama
Por dentro do coração.

Alma querida, não deixes
Que a mágoa te busque ou vença,
Perdoa qualquer ofensa,
Seja essa ofensa qual for;
Na luta entre o bem e o mal
Na construção do porvir,
Triunfa quem sabe agir
Usando a bênção do amor.

Maria Dolores
Deus Age

O Céu apaga as horas infelizes... 
Na fé que já te alcança...


Dificuldades e empecilhos,
Aflições desatadas,
Provações imprevistas,
Tristezas e amarguras,
Farpas de incompreensão,
Contratempos e lágrimas,
Desastres iminentes,
Problemas e conflitos...

Quando essas sombras apareçam,
Ora e silencia,
Guardando tolerância;
Se possível nada digas,
Servindo para o bem,
Sem que te queixes de ninguém.

Então, perceberás,
Que te encontras em paz,
E que uma luz vem vindo,
Para auxílio de todos...

Assim será sempre.

Porque, em todas as crises,
O Céu apaga as horas infelizes,
E se calas e esperas,
Na fé que já te alcança,
Com mais imediata segurança,
Deus permanece agindo.



Meimei
O Poder Da Oração


E de repente 
Um doente se curou 
Alguém perdoou ou pediu perdão 
Alguém abriu os braços, estendeu as mãos
E de repente 
Uma mãe enlutada encontrou consolação 
Um órfão obteve adoção 
E no asilo, houve visitas para o ancião
E de repente 
Uma fera humana retraiu as garras 
Um arrogante considerou a humildade 
Um avarento doou com generosidade
E de repente 
Um talento escondido aflorou 
A divina singularidade se expressou 
E a beleza se fez com majestade
E de repente 
Um triste deparou-se com a alegria 
Um faminto obteve o pão 
E o aflito encontrou a solução
E de repente 
Reconheceu-se um inocente 
E no cárcere um culpado converteu-se 
E alhures, alguém superou um vício
E de repente 
Um trabalhador abençoou o ofício 
Um desempregado achou colocação 
Um lar reafirmou-se na união
E de repente 
Fez-se paz e luz por toda a Terra 
E qual gigantesca onda, tudo permeou 
E o " Verbo " por toda parte ressoou
Foi um instante fugidio, clarão de um segundo 
É que neste átimo de tempo abençoado 
Alguém em alguma parte do mundo 
Abriu a alma para Deus com sinceridade 
E OROU !!!! 

_Fátima Irene Pinto _

VENCERÁS
Não desanimes.
Persiste mais um tanto.
Não cultive pessimismo.
Esquece as sugestões do medo destrutivo.
Segue adiante, mesmo varando a sombra dos próprios erros.
Avança ainda que seja por entre lágrimas.
Trabalha constantemente.
Edifica sempre.
Não consintas que o gelo do desencanto te entorpeça o coração.
Não te impressione a dificuldade.
Convence-te de que a vitória espiritual é construção para dia-a-dia.
Não desista da paciência.
Não creias em realização sem esforço.
Silêncio para a injúria.
Olvido para o mal.
Perdão às ofensas.
Recorda que os agressores são doentes.
Não permitas que os irmãos desequilibrados te destruam o trabalho ou te apaguem a esperança.
Não menosprezes o dever que a consciência te impõe.
Se te enganaste em algum trecho do caminho, reajusta a própria visão e procura o rumo certo.
Não contes vantagens, nem fracassos.
Estuda buscando aprender.
Não te voltes contra ninguém.
Não dramatize provocações ou problemas.
Conserva o hábito da oração para que se te faça luz na vida íntima.
Resguarda-te em Deus, persevera no trabalho que Deus te confiou.
Ama sempre, fazendo pelos outros o melhor que possas realizar.
Age auxiliando.
Serve sem apego
E assim vencerás.
Emmanuel (médium: Francisco Cândido Xavier).
Generoso Pastor, Divino Guia, 
Enquanto a humanidade desfalece, 
Ouve, Jesus Amado, a nossa prece, 
Atende ao nosso amor que em Ti confia...

Se é necessária a noite de agonia 
À incompreensão do homem que perece, 
Sabemos que ao Teu lado resplandece 
A Verdade Solar do Eterno Dia!
Senhor, que a Tua luz penetre e vença 
Nosso abismo de treva e indiferença, 
Reconfortando o mundo que Te espera.
Deixa-nos sob o jugo de Teus laços, 
Dá-nos a bênção de seguir-Te os passos 
Para o Amor Imortal da Nova Era! 

Auta de Souza 
NESTA MANHÃ TÃO LINDA, OLHEI PARA O CÉU. 
FIQUEI PENSANDO QUANTAS VEZES 
FICAMOS LHE INCOMODANDO 
COM PEDIDOS DE AJUDA PARA ACALMAR NOSSOS CORAÇÕES. 
QUANTAS VEZES ESTAMOS TÃO ENVOLVIDOS 
EM NOSSOS CONFLITOS, SEM ENCONTRARMOS CAMINHOS QUE NOS TRAGAM CALMA, 
TRANQÜILIDADE E SUPLICAMOS À VOCÊ UM AMPARO. 
DENTRO DESTE TURBILHÃO DE SENTIMENTOS, 

NOS ESQUECEMOS DE OLHAR E PERCEBER A IMENSIDÃO DO AZUL 
QUE NOS ACOMPANHA TODO O TEMPO, EM TODOS OS LUGARES POR ONDE ANDAMOS, 
EM TODOS OS CAMINHOS QUE PERCORREMOS. ESTE GRANDE AZUL ! 
SILENCIOSO, COR DA TRANQÜILIDADE, 
COM NUVENS BRANCAS, LEVES, MACIAS, COR DA PAZ ! 
SE FIXARMOS UM POUCO NESTA PAISAGEM INFINITA, 
PERCEBEMOS QUE DE INTERVALOS À INTERVALOS, 

UM PÁSSARO SOBREVOA POR ENTRE ESTE AZUL, 
COMO QUE NOS ENSINANDO QUE UM SER VIVO 
TAMBÉM PODE ENTRAR NESTA PAISAGEM E USUFRUIR DO QUE ELA NOS OFERECE. 
QUE PRESENTE LINDO VOCÊ NOS DEU, PAI ! 
COMO SOMOS TÃO CEGOS 

A PONTO DE NÃO PERCEBERMOS QUE SOMOS AJUDADOS A TODO INSTANTE, 
EM QUALQUER HORA E LUGAR ! 
E VOCÊ, 
PAI DA CALMA E DO AMOR, 
SEMPRE EM SEU SILENCIO, 
SABENDO DE NOSSA CEGUEIRA, 
APENAS ESPERA. 
OBRIGADO PAI 
Amor é fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É um não contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder;

É um estar-se preso por vontade;
É servir a quem vence o vencedor;
É um ter por quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode o seu favor
Nos mortais corações conformidade,
Sendo a sí tão contrário o mesmo amor ?

*Luís de Camões*
"Olha, no teu jardim, as Flores entreabertas
E nunca as pétalas caídas.
Contempla, em tua noite, o fulgor das Estrelas
E nunca o chão escuro.
Observa, em teu caminho, a distância vencida
E nunca o q ainda falta.
Guarda, no teu olhar, os brilhos da Alegria
E nunca as névoas da tristeza.
Retém, de tua voz, Risadas e Canções
E nunca as queixas.
Grava, em tuas pupilas, o nascer da aurora
E nunca os teus poentes.
Conserva, no teu rosto, as linhas do Sorriso
E nunca os sulcos do teu pranto.
Conserva, de teus pés, os passos retos, puros,
Esquece os transviados.
Guarda, em tuas mãos, as Flores q ofertaram,
Esquece espinhos, q talvez ficaram.
De teus lábios conserva as mensagens bondosas,
Esquece as ingratidões.
Relembra o heroísmo das tuas escaladas,
Esquece o prazer fácil das descidas.
Conta e mostra as medalhas das tuas Vitórias,
Esquece as cicatrizes das derrotas.
Olha de frente o Sol q existe em tua vida
Esquece a sombra q fica atrás.
A Flor q desabrocha é bem mais importante
do q mil Pétalas caídas.
E um só olhar de Amor pode levar consigo calor
pra aquecer muitos invernos.
A Bondade é mais forte em nós e dura mais
do q o mal q nós mesmos praticamos.
Sê Otimista, amigo, e não te esqueças de
q no fundo das noites sem luar q brilham
muito mais nossas Estrelas."
Cada amigo que colhemos no jardim da vida, tem
sua essência...Alguns têm ela mais concentrada.
outros mais equilibrada e outros ainda tão suave
que somente com a alma podemos senti-la!
"Se nossas qualidades não se expressassem,
seria como se não existissem.
Todos os adornos de uma bela alma
valem tão somente por seus nobres efeitos.”




Uma pessoa é bela
quando tem a
capacidade de mostrar
para os outros o
seu melhor. E não se
esquecendo que a
beleza está nos olhos
de quem vê.
No rosto traz um sorriso
que se abre a todo instante
e acolhe um mundo inteiro!
és doçura da mais doce,
és outono, primavera,
És acalento, alegria,
meu sonho de cada dia,
Se eu fosse o CRIADOR,
dar-te-ia o céu, o mar,
o campo coalhado de flor,
e para arrematar,
dar-te-ia todo amor,
que se possa imaginar!

AMOR

Que teu amor transforme
Os teus dramas em luz
A tua tristeza em celebração,
E os teu passos cansados
em alegres passos de dança renovadora
Que jamais, em tempo algum,
Tu esqueças da presença que esta em ti e em todos os seres
que teu viver seja pleno

A PROCURA DA PAZ

Se tristeza vier por qualquer motivo,faça o seguinte:
Evite as sombras que ficaram para tráz, olhe o caminho a sua frente e siga sempre. Assopre o pensamento triste, deixe escorrer a última lágrima,vá até o final do poço, mas volte renovado. Então respire fundo tirando da natureza a energia para elevar sua alma. Abra então a janela, aquela que dá para o vôo dos pardais, procure a luz que pisca adiante. Ao encontrá-la, coloque-a dentro do peito,de tal jeito que possa ser notada do lado de fora; Espalhe esta luz em torno de si...
De amor a todas as criaturas vivas...
A felicidade é o seu objetivo... e a paz que você procura sera encontrada dentro de de você onde DEUS deixou um pedacinho de si.