para-ref@hotmail.com

LUZ

Disciplina,fé, perseverança,humildade,compaixão e fraternidade
Em exercício são degraus necessário,
E o esforço íntimo de renovação uma contante
Para aqueles que buscam a união com a Divina luz do amor

28 de fev de 2012


 ""Se não for pra me fazer voar 
bem alto, por favor nem me 
faça tirar os pés do chão.""
-Clarice Lispector- 
"Podemos escolher recuar

em direção à segurança

ou avançar em direção ao crescimento.

A opção pelo crescimento

tem que ser feita repetidas vezes.

E o medo tem que ser

superado a cada momento."

[ Abraham Maslow ]
 "Às vezes a gente
só precisa abrir os
olhos pra perceber
que nós temos pessoas
muito preciosas do nosso
lado que a gente até
então não sabia.
Demora o jeito de
olhar para as pessoas,
que você vai descobrir
seus amigos de verdade".

Quando a noite chegar, e a saudade te
visitar, fecha os olhos e pensa em mim...
Quando a solidão vier atormentar o
seu dia, fecha os olhos e pensa em mim...
Quando as coisas não ocorrerem como o
esperado, fecha os olhos e pensa em mim...
Quando o tempo não estiver confortável
fecha os olhos e pensa em mim...
Quando a angustia vier e bater forte,
fecha os olhos e pensa em mim...
Quando o medo se fizer presente
fecha os olhos e pensa em mim...
Quando todos se forem,
fecha os olhos e pensa em mim.
Se você for desistir, se não resistir,
se a dor for maior que a esperança, se você
não tiver mais forças, ainda assim,
fecha os olhos e pensa em mim.
Sou seu melhor amigo.
Aquele que pode te ajudar.
Sou Jesus de Nazaré,
e nesse dia, vim te libertar.
Abra os olhos e venha buscar-me de
todo coração.
Eu sou a verdade, o caminho e a vida
e trago-te a salvação.
Você tem um lugar especial no
coração de Deus.
(Aut.Desconhecido)
"Por vezes sentimos que aquilo que fazemos não é senão uma gota de água no mar. Mas o mar seria menor se lhe faltasse uma gota".
Madre Teresa de Calcuta

"As palavras de amizade e conforto podem ser curtas e sucintas, 

mas o seu eco é infindável".
Madre Teresa de Calcutá

"Todas as nossas palavras serão inúteis se não brotarem do fundo do coração. 

As palavras que não dão luz aumentam a escuridão".
Madre Teresa de Calcutá
 
O amor é paciente, é bondoso; 
o amor não é invejoso, não é arrogante, não se ensoberbece, 
não é ambicioso, não busca os seus próprios interesses, 
não se irrita, não guarda ressentimento pelo mal sofrido, 
não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade;
 tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

À ALMA DE MINHA MÃE
 
Partiu-se o fio branco e delicado
Dos sonhos de minh’alma desditosa...
E as contas do rosário assim quebrado
Caíram como folhas de uma rosa.
 

Debalde eu as procuro lacrimosa,
Estas doces relíquias do Passado,
Para guardá-las na urna perfumosa,
Do meu seio no cofre imaculado.
 

Aí! se eu ao menos uma só pudesse
D’estas contas achar que me fizesse
Lembrar um mundo de alegrias doidas...
 

Feliz seria... Mas minh’alma atenta
Em vão procura uma continha benta:
Quando partiste m’as levaste todas!

Procure não ler coisas desagradáveis e tristes, escândalos e desastres.
Leia e pense somente o que é bom e puro, belo e verdadeiro.
Afirme a si mesmo que estes são os únicos estados dignos de Deus e do homem.
Não converse sobre suas doenças, dificuldades ou pobreza.
Quanto mais falar nisso, mais as agravará.
Converse apenas sobre fartura e saúde, e viva com otimismo e alegria.
(Pastorino) 
Aquela Triste Tarde
Maria Isabel Galveias
 
Aquela triste e escura tarde,
Em que te disse, não te quero mais,
Ainda hoje em meu peito arde,
Em fogo, feito de suspiros e ais
Toda a arrogância de palavras ditas,
Em desespero de causa, odiosas,
Não passam hoje de pequenas coisas
Que atormentam minha alma maldita...
Todo o orgulho ferido que então gritava
Se desvaneceu, em pranto convulsivo
Quando nas longas noites sonho contigo
Olhando o teu retrato, acordada,
Imploro por esquecer-te, não consigo
Tua recordação sempre comigo,
É a minha única almofada.
 
Desejos em Devaneios
Mauricio Santanelli

Como controlar estes atormentantes  desejos contidos..
Essa vontade louca, quase explosiva, de sentir o teu calor, 
Esse querer reviver a sensação de perder os cinco sentidos
Que acontecia quando  nossos corpos se fundiam em amor?

Como saciar essa febre que vem e que meu corpo invade
E que me queima, e que me arde e que até me alucina
Como aplacar essa  ânsia, essa incontrolável vontade...
Se a  tua lembrança tão presente tanto ainda me domina?

E nesse estado de sonhos, de desejos e de fantasia 
Minha mente te busca constante, em delirantes devaneios
E assim buscando reviver aquelas sensações de euforia
Tento aplacar essas vontades, tento satisfazer esses anseios... 

Eu sou só desejos, que me levam a essa quase insanidade...
E solitário eu busco reviver aquele prazer que me reanima
Tentativa vã,  apenas o que consigo é aumentar esta saudade
Do teu delirante cheiro de mulher e teu doce sorriso de menina!
Fuga à Realidade!
Bernardino Matos

Às vezes é gratificante fugir do real,
buscar novo espaço, voar bem alto,
deixar que a mente vasculhe o ideal,
e que o amor nos invada sem sobressalto.

Como é salutar viajar nas asas da imaginação,
afagar alguém que se distanciou, partiu,
deixando as marcas da saudade, da solidão,
e que por um instante, voltou, nos assumiu. 

Envolver esse alguém carinhosamente,
apertá-la contra o peito, sem resistência,
beijá-lã com ternura, intensivamente,
dizer-lhe do nosso amor e ter anuência.

Atingir horizontes distantes, isolados,
onde possamos depositar nossas apreensões,
enterrar nossas tristezas, ver sonhos realizados,
nesses momentos, estamos felizes, sem tensões.

Invade-nos aquela calmaria, aquele desassocio,
estamos revigorados pelo amor, aliviados,
deixamos tudo fluir, sem nenhum apego.
buscamos os melhores cenários, os mais ousados.

Voltamos ao passado, onde a mente alcança,
nada nos preocupa, tudo é pura harmonia,
fechamos os olhos, tudo é somente lembrança,
o braço no ar é um acorde dessa sinfonia.

Ao acordarmos desse sonho magnífico,
agradecemos com carinho a nossa mente,
que nos permite esses instantes específicos,
onde livres, somos verdadeiros, gente.
Devaneios
Célia Lamounier
 
Se a vida fosse um romance musicado
com pausas, surpresas, encanto
onde a música erudita
se mesclasse a outras de serestas
de boleros, de canções
italianas, irlandesas, brasileiras.
Se a vida fosse tal qual
um mercado, um carnaval
um balé russo sem sangue de touradas
com amor francês  Ma  vie
regado a violinos de Viena
em palácios gregos de marfim.
Se a vida fosse essa alegria
essa tristeza, não-terra-dia,
em opereta cantarolada
com tons maviosos, rouxinóis, juritis
My fair lady, Cinderela, La vie en rose
nem sei mais quê: vida-som-bicho-amor
Se a vida fosse mas não é.
Devaneios, se a vida fosse...
ter-se-ia descoberto a chave
e o homem, no ano dois mil,
como está previsto,
não seria só,  somente,  sozinho
homem-máquina-fim.
 
Devaneios de um Poeta
Zena Maciel
 
Bebo ma boca da poesia
Goles doces de  euforia
com palavras bordadas de magia
engravido o verbo amar
 
Com o sorriso a gargalhar
Ponho a felicidade à bailar
Com erotismo dos beijos
ao prazer me entregar
 
Deito-me nos braços
das vãs utopias
Cubro-me com pétalas de fantasias
Durmo no colo da ilusão
 
Navego  no barco
de um poema torto
Sinto o dengo gostoso 
das trovas a cantar
 
Rasgo o mapa do tempo
Nua de resentimentos
Deixo o coração voar
Nas asas de um pássaro encantado
os  sonhos pousar !

 
Saudade
Nelim Monti

O tempo passou...
Nem me lembrava mais.
Em uma linda tarde de sol
Ouvindo aquela nossa música

Eu a vi...
Cada retalho ali colocado
contava sua história
Fiquei parada olhando 
um retalho xadrez de azul

Me perdi em devaneios
A lembrar daquele dia.
Olhando aquele retalho...
senti as lágrimas
rolarem
enquanto segurava a colcha.

Entendi naquele instante
que mesmo pôr um momento
Você esteve presente.

Guardarei cada retalho
com muito amor e carinho
Pois eles enfim me fizeram
entender o que é a saudade
Se eu pudesse...
(Devanear)
Beatriz por um triz*
                      
Se eu pudesse ser grande
estar acima de todas as coisas, 
estar acima dos meus sentimentos
conduzir os teus sentimentos à mim

Se eu pudesse ser mágica
e nessa magia decidir 
minhas alegrias e amores
teus desejos e temores

Mas no entanto,
perdida em minha pequines
desculpei-me por ter amado
como se amar fosse pecado
e eu estivesse acima do pecar.

Ah! se eu pudesse...
se tivesse sido capaz de lutar,
não apenas pra ganhar,
mas pra não ter que me desculpar
por algo que não viví.

Se eu pudesse, enfim,
sentir o gosto amargo
desse amor em pecado,
e o mel da absolvição
contido nessa  recordação
Em  Devaneios busco....
      RENASCER
nancy pimentel 

Busco em vão, um dia,
Renascer
Das cinzas de um amor
Intenso
Sofrido
Vivido em solidão que,
No meu pensar constante
Me inunda o coração  de dor.
Busco, em vão,
Renascer
E revolver a dor
Para que venha
A acontecer,
No momento exato,
O desabrochar primaveril
De um  imenso roseiral
De amor,
No  outono
Da minha vida.
Busco...
Pensamentos
Marcial Salaverry
 
Existem pensamentos,
que são como lamentos...
trazem saudade...
lembranças de momentos, 
vividos ou não...
Onde vão os pensamentos?
Como devaneios,
naquela pessoa querida,
agora ausente?
ou naquela outra...
que nunca esteve presente...
São como anseios,
meros devaneios...
Os pensamentos divagam,
judiam dos sentimentos...
Eles não falam...
Ficam em nossos lamentos...
Pensamentos de tristeza...
buscando da vida, a beleza...
Pensamentos não se comandam...
eles chegam e se acomodam...
nossa vida dominam...
Malvados pensamentos...
Doces sentimentos...
Simples devaneios,
perdidos anseios...
Se a Vida é Bela...
Giuseppe Martinelli
 
Se a vida é bela, então vamos nela,
que a beleza dela, depende só de nós.
Vê-la colorida como as cores do arco-íres,
tenho certeza, que era assim que Deus queria.
 
Se a vida é sonho, vamos sonhar,
mesmo que os sonhos sejam fantasias. 
Sonhar felicidade faz bem ao nosso “Ego”
e deixa-nos mais alegre ao amanhecer.
 
Se a vida é uma viagem, porque não viajar?
Pra ir conhecer lugares nunca antes vistos.
Podemos viajar também em imaginação
e ir visitar as estrelas no Infinito .
 
Se a vida é um jogo, vamos arriscar,
no grande jogo deste “quebra cabeça”, 
que a vida teima sempre em fazer-lance, 
desafiando-nos a ganhar ou a perder.
.
Se a vida é desafio, então vamos peitar,
que oportunidades ela nos dá a cada instantes,
só temos que descobrir-los e estar atentos 
e embarcar nela no tempo certo.
 
Se a vida é uma promessa, como não acreditar?
Sejamos otimistas ao traçar nossas metas.
Se duvidarmos que a felicidade existe,
como podemos esperar ser feliz...
Thereza Mattos
 
Meus pensamentos se perdem no espaço
navegam por estrelas e astros
sem nenhum porto para ancorar
consigo em meus devaneios
alcançar com meus longos braços
usando todos os meios
estrelinhas azuis para amarrar
cingindo com lindos laços 
para poder com amor te entregar....
 
E assim voando sem limites e fronteiras
levemente piso na lua ainda escura
pois o sol ainda está por acordar
penso em ti de todas as maneiras
com amor, paixão e com ternura
nos teus lábios quentes a me beijar
desperto de toda esta loucura
e volto a Terra para te encontrar!
Devaneios 
Mário Osny Rosa
 
Acordo e fico a olhar,
O sonho passo a recordar
Será que vou ela encontrar?
Logo no infinito morar.
 
Fico a imaginar acordado
Como querendo duvidar?
Quero mesmo ser ousado,
Quando com ela encontrar.
 
Quero prender-la em meus braços,
Em meu peito vou apertar-la.
Num grande eternos abraços,
Para logo eternizá-la.
 
Nesse momento devaneando, 
Vou sumindo no infinito.
Acordo, num passo mágico,
Foi um sonho fico flácido.
Desvario 
Marisa Francisco

Mais que um devaneio comum,
meu desvario beira a loucura...
Sonha, inventa, transcende à fantasia
num fantástico vôo de energia!
 
Toca tua face, tua barba, tua boca,
teu céu...E na pele rubra de desejos
imagino quantos beijos não daria,
quantas células mortas descamaria,
 
pra mostrar as vivas, pra arrepiar 
as vivas!...E se eu prosseguisse neste
falso soneto desagregado de regras
 
daria adeus às regras da minha vida!
Por isso retorno, num abrir de olhos, antes
que me perca num capricho da imaginação...

Devaneios
Graça Ribeiro

"Is now or never"

Voltar no tempo é reviver emoções
sonhar é prever o indescritível

Nas asas da música sonho nas estrelas
porque viajo nas imagens de um tempo
que sei será futuro até não sei quando

Quero que neste tempo eu ame o amor
como quem canta uma serenata ao luar

Quero que neste tempo que tenho
minha vida seja um lago azul

Quero que neste tempo por viver
meus olhos sejam diamantes

Que neste tempo onde a música é agora
eu possa embarcar em meus devaneios
e ser plena de mim

Até o fim...

05- Desvario
Marisa Francisco

Mais que um devaneio comum,
meu desvario beira a loucura...
Sonha, inventa, transcende à fantasia
num fantástico vôo de energia!

Toca tua face, tua barba, tua boca,
teu céu...E na pele rubra de desejos
imagino quantos beijos não daria,
quantas células mortas descamaria,

pra mostrar as vivas, pra arrepiar
as vivas!...E se eu prosseguisse neste
falso soneto desagregado de regras

daria adeus às regras da minha vida!
Por isso retorno, num abrir de olhos, antes
que me perca num capricho da imaginação...

Devaneios
Augusta Schimidt

Sou um sol quase apagando
Hora de descanso, vou repousar
Dormi com a lua, quero sonhar...
Sonho com as estrelas a me iluminar.

Sopra a brisa, os meus cabelos
Sussurra em meus ouvidos
Vai... acorda...
É o dia que acaba de chegar.

A vida é bela
E eu com ela
Saúdo a natureza
Extasiada com tanta beleza.
E de mãos dadas com o presente
Saio em busca do futuro
Que está logo adiante a me esperar.
Devaneios
Margaret Pelicano

À noite, tu vens por entre as nuvens
e agasalha meus cabelos em seu rosto, 
beija-me as faces, a boca, o pescoço,
cheira-me a nuca e enlaça-me com seus longos dedos...

Lança-me  e traz-me de volta. E enquanto a dança nos envolve, 
coloca-me uma flor entre os cabelos.
Beija-me, e olhos nos olhos, deslizamos 
num céu de oiro e brilhantes estrelas;

Minhas mãos afagam tua pele nua
e de repente estamos sós nos Jardins da Babilônia:
Nós e a natureza, essência e beleza...

Como é bom fechar os olhos, devanear riquezas:
Sentimentos! Felicidades com o pouco que temos
e encerrar o soneto da vida com os sonhos que queremos!
Só Tu
Paulo Setúbal

Dos lábios que me beijaram,
Dos braços que me abraçaram,
Já não me lembro, nem sei...
São tantas as que me amaram!
São tantas as que eu amei!

Mas tu - que rude contraste!
- Tu, que jamais me beijaste,
Tu, que jamais abracei,
Só tu, nestalma, ficaste,
De todas as que eu amei...
Como é bom ser livre,
Melhorar-se mais e mais
A cada dia que se vive.
Ser dono dos ponteiros do relógio
Da própria existência,
Não viver inglório,
A outro modo, pagando penitência.

Como é bom ser livre,
Dominar a palavra boa,
Ser igual a águia que voa,
Ser assim, como a voz,
Que no infinito ecoa,
Refrescar-se na suave solidão da garoa,
Não ter dona, nem patroa...

Como é bom ser livre,
O único tributo que se paga
É o de algum engano que se redime,
O único carinho que se afaga
É o da boa lembrança
Que em mim ainda reside,
A única certeza que me alcança
É a do seu sim sem revide!

                                                                                                       CELSO

AMOR

Que teu amor transforme
Os teus dramas em luz
A tua tristeza em celebração,
E os teu passos cansados
em alegres passos de dança renovadora
Que jamais, em tempo algum,
Tu esqueças da presença que esta em ti e em todos os seres
que teu viver seja pleno

A PROCURA DA PAZ

Se tristeza vier por qualquer motivo,faça o seguinte:
Evite as sombras que ficaram para tráz, olhe o caminho a sua frente e siga sempre. Assopre o pensamento triste, deixe escorrer a última lágrima,vá até o final do poço, mas volte renovado. Então respire fundo tirando da natureza a energia para elevar sua alma. Abra então a janela, aquela que dá para o vôo dos pardais, procure a luz que pisca adiante. Ao encontrá-la, coloque-a dentro do peito,de tal jeito que possa ser notada do lado de fora; Espalhe esta luz em torno de si...
De amor a todas as criaturas vivas...
A felicidade é o seu objetivo... e a paz que você procura sera encontrada dentro de de você onde DEUS deixou um pedacinho de si.